Dos acordes de uma guitarra imaginária, os pensamentos de um guitarrista sem dedos para a tocar

sábado

O vazio

Sentado à beira de um muro puxei uma pessoa para alcançar o muro mais a cima e agora não tenho maneira de o subir até me esticarem a mão. Não consigo descer, não consigo subir.

Será que vou conseguir fazer vida neste muro? Vou. Mas porra vai ser difícil pa caralho!


Isto de subir muros faz-se a dois...

Sem comentários: