Dos acordes de uma guitarra imaginária, os pensamentos de um guitarrista sem dedos para a tocar

terça-feira

Necessidade

Estou a voltar à criatividade na minha vida. E como todas as fases criativas na minha vida elas vêem em catadupa. Como o facebook foi substituindo muito do que costumava pôr aqui no blogue, deixei de escrever aqui com frequência.

Mas ultimamente o face tem-me irritado um pouco, porque se eu ponho uma merda com um gato enrolado numa embalagem de cerveja tenho 20 comentários e 200 likes, se eu ponho uma merda de uma crítica a este governo tenho sorte de ter um comentário, e as pessoas fogem de likes assim como quem foge dos rapazes da emel.

Enfim. Decidi voltar em força ao meu blogue, que pode ter um leitor, actualmente - OBRIGADO PUSINKO! - mas pelo menos só aparece cá quem quer.

Já o meu facebook podem querer que só vai ter críticas ao governo e os seus acólitos a torto e a direito!

A ver se gostas desta Pusinko:

Daughter "Landfill"

3 comentários:

Pusinko disse...

Logo que chegue a casa e vá ao pc vejo, No trabalho nao dá para abrir.

Obrigada pela parte que me toca nessa mencao no post :D

Miguel Bordalo disse...

Por quem sois!

Pusinko disse...

Me gusta sim. Não ouviria por iniciativa própria por isso fiquei agradavelmente surpreendida :)
Gosto-lhe da voz, não conhecia.

Bom fim de semana