Dos acordes de uma guitarra imaginária, os pensamentos de um guitarrista sem dedos para a tocar

quinta-feira

Sou um personagem do Wes Anderson




Mais uma vez saí de um filme do Wes Anderson com a ideia, clara, de que sou um personagem Andersaniano. Não muito diferente dos personagem do Murakami, as personagem do Wes Anderson sujeitam-se à sua realidade, por mais surreal e difícil que ela seja. Alguns romances do Murakami o destino está envolvido. Nos filmes do Wes Anderson, o destino está nas mãos dos personagens.

Eu gosto que o destino esteja nas minhas mãos, mas aceito com a mesma anuência os factos que se deparam na minha vida. Pelo menos os mais importantes.

...






Este último filme do Wes Anderson, Moonrise Kingdom tem, mais uma vez, cenas de momentos definitivos. Eu gosto disso como gosto de ar para respirar, e acreditem, só quem tem asma sabe apreciar a sério o gosto do ar que se tem para respirar. Eu tenho asma.

Assim foi que dois olhares se cruzaram, e cartas foram trocadas. Tanto no filme como na minha vida. A minha namorada é uma mulher como eu nunca vi, nem em sonhos. Apaixonei-me por ela num momento Wes Anderson. Um momento claro e definitivo na primeira noite que eu a vi. Tudo o que se seguiu servirá um dia para eu enviar um argumento ao próprio Wes Anderson. Houve um momento marcante em que olhei para ela e achei-a, como ainda a acho, a mulher mais fascinante que eu alguma vez tinha posto os olhos em cima. Naquele momento eu sabia, como sei, que eu a queria como mãe dos meus filhos, e a mulher para viver do meu lado para o resto da minha vida.

Todo o caminho que eu terei de atravessar para estar com ela, para ficar com ela, não é fácil. Está cheio de perigos, cheio de dificuldades, com sacrifícios e momentos difíceis, mas vai ser uma aventura, uma pela qual não estou disposto a recuar. A recompensa é enorme, o caminho cheio de momentos que nunca vou esquecer na vida, e vou recordá-los com todo o carinho, a recompensar no fim deste trilho é a maior da minha vida.

E assim é um filme do Wes Anderson. Duas pessoas apaixonam-se e encontram um lugar no mundo, onde antes não tinham lugar, o seu lugar é juntos.

Já disse como eu gosto de Wes Anderson? 

Sem comentários: