Dos acordes de uma guitarra imaginária, os pensamentos de um guitarrista sem dedos para a tocar

domingo

Hoje é dia de Liam Bailey



Quando não estive a ouvir fado - porque estive a editar um concerto de fado o dia inteiro, para tentar compensar o meu computador ter atrofiado e me ter enviado o meu trabalho de uma semana todo ao lixo - estive a ouvir Liam Bailey. O que é indicativo de uma coisa muito clara, que queria ouvir Liam Bailey.

 

Bom na verdade quer dizer que estou com saudades de uma pessoa. Que me sinto um membro dormente de um corpo vivo à espera que todas as partes se componham. Não sei como é que tudo vai correr, mas sei que terei o Liam Bailey para ouvir quando me sentir mais desajustado.

Sem comentários: