Dos acordes de uma guitarra imaginária, os pensamentos de um guitarrista sem dedos para a tocar

segunda-feira

UHUH!!



Não há grandes hipóteses. A minha vida, quero-a sempre assim! Só que sem a torre ali atrás. Meu! É uma bela torre. Mas aquela torre não.

2 comentários:

Anónimo disse...

Não sabia que andas por aqui. Vou passar a espreitar ;)

Beijinhos

Miguel Bordalo disse...

É verdade. Agora passa a ser aqui.