Dos acordes de uma guitarra imaginária, os pensamentos de um guitarrista sem dedos para a tocar

terça-feira

A manhã... não há



Ainda agora comecei este blogue e já foi um pouco abandonado. Bom já passou, já passou. É que tenho tido umas pequenas questões com aquela história do tempo. Sempre chato... Sempre chato.

Sem comentários: